terça-feira, 26 de agosto de 2014

Atualizando minha lista - ASTERIX

Quem me conhece, sabe que sou fã de Asterix (e um dos principais motivos que penso em ir para a França é ir no Parque Asterix). Mas como não é um quadrinho muito conhecido, nem sempre acho alguns volumes (mesmo procurando em sebos). E sei que algumas edições só por encomenda. Mas pretendo aproveitar a Bienal do Livro e quem sabe completar um pouquinho mais a minha coleção :D

Nesta capa, falta Asterix e os Pictos, que foi o último lançamento. 


quinta-feira, 7 de agosto de 2014

CARTAS SELVAGENS - WILD CARDS

Quem está lendo atualmente as crônicas de gelo e fogo (ou acompanhando a série), devem estar meio em choque ao perceber que não existe um protagonista em si e qualquer um pode morrer se for importante para a história. 
Devem pensar que o autor, George R.R. Martin é cruel e criou uma obra única. Mas para quem já conhece outra obra dele, da década de 80 (o primeiro volume foi lançado em 1987, contando atualmente com 22 volumes, sendo só os 3 primeiros lançados até o momento no Brasil), perceberá que seu estilo de que a história é mais importante que os personagens é muito presente e sim, em Wild Cards terá mortes memoráveis e que farão muita gente chorar (só não menciono aqui para não soltar spoilers).
Wild Cards é uma coletânea editada por nosso famoso e querido escritor George, mas não é obra só dele. Diversos personagens, foram criados por outros escritores amigo dele e suas histórias foram trabalhadas de tal forma que sua interação é mútua. O que acontece com um personagem, pode afetar outros. E sempre mudando o foco para outros pontos de vistas (como disse, sem protagonista, como o que ocorre nas crônicas de gelo e fogo).

Na capa das edições brasileiras, Golden Boy, Tartaruga e Fortunato.

Quando conheci este cenário, eu jogava um RPG chamado GURPS Supers, RPG em que você interpreta um super herói (ou vilão). E foi apresentando uma adaptação sobre esta série de livros Wild Cards (ou Cartas Selvagens). Claro que em 1994, eu não fazia idéia do que era internet ou compras online (o Brasil tinha acabado de deixar uma hiper inflação e adotado o Real como moeda, fazia poucos anos que tinha acabado a ditadura e tudo era novo, cheio de mudanças).
Bem, como nunca imaginei que uma dia iria ler esta obra e joguei muitas aventuras neste cenário e com fichas de quase todos os personagens que aparece em Wild Cards (muitas com ilustrações). Mas uma coisa é você ler na ficha que o personagem é assim. Outra é você ler um livro e ver como que realmente age o personagem em questão. 
Por isso, quando vi na livraria o lançamento, eu nem me liguei quem era o autor, já me interessei só por ser algo que marcou alguns anos de RPG (e que anos divertidos). É divertido você ler e já relembrar da ilustração feita para cada personagem. Mas nem tudo é alegria, já que também sei muita coisa que vai acontecer (já sabia quem morria, só não sabia como) e outros detalhes. A vantagem que eu só sei o que vai acontecer até o 13° volume. Depois disso, para mim, tudo será novidade.

Ilustração do GURPS Supers, com alguns personagens (alguns são fáceis de reconhecer). Será que quem leu, também reconhece?

Bem, agora esperar o próximo volume a ser lançado. 

sábado, 2 de agosto de 2014

Meu aniversário, tradições e promessas.

Bem, quem me conhece, sabe que sou um palhaço que adorar zoar, principalmente em aniversários!!! Para os amigos mais do que especiais, faço questão de ligar (isso quando não gravo vídeos cantando parabéns e outras coisas). E meu aniversário não podia ser diferente. Era sempre uma festa em algum lugar (geralmente pizzaria). 
Tenho até a tradição com meu compadre Cristian dele sempre posar segurando os presentes dos outros, como se tivesse dando o presente para mim (cara de pau e amigão). 

Mas como em 2011, tive uma fatalidade em família, no dia do meu aniversário (22 de junho), foi a última vez que falei com minha falecida mãe antes dela entrar em coma. Após seu falecimento, não estava animado para comemorar o meu aniversário (ela morreu dois dias depois e na semana seguinte era o aniversário dela) resolvi fazer uma promessa de que não comemoraria o meu aniversário no dia, por 7 anos. Ou seja, só em 2019 devo voltar a fazer uma festa. Com direito a edições da festa nos fds seguintes no Rio de Janeiro e no Sul (vamos ver que cidade, mas acho que Joinville, que assim dá para ir o pessoa do Vale do Itajai, Florianópolis e Curitiba).

Se isso é bobagem ou que minha mãe não ia querer. Isso não importa no momento, é uma decisão minha. Parabéns são sempre bem vindos (presentes também). Mas é durante estes dias (22 a 24 de junho) que pego para refletir e analisar tudo o que fiz de um ano para o outro. Minhas conquistas, fracassos, objetivos e metas. E evito ser incomodado.
Um período que pego só para mim.
Ok que normalmente eu marco de fazer algo com amigos, para me distrair também, acabo viajando, fotografando muito e curtindo o dia (isso me lembra que a Kefhane e a Ingrid vão querer minha cabeça em uma bandeja, quando lerem que passaram o dia do meu aniversário passeando comigo, sem saber que era meu aniversário). 

Por isso, durante esta data, eu pego dia de licença no trabalho, férias, vou doar sangue e esquecem o celular ou face, que dificilmente me encontram ou eu atendo. No geral ligo para as pessoas que com certeza vão ligar. Isso inclui alguns parentes, (pai, primos), meu irmão gêmeo And (nascemos no mesmo dia, mês e ano, só cidades diferentes e temos gostos em comuns... mas eu nasci na hora do almoço, ele na do jantar) e amigos que mantêm uma lista de aniversário (não é Aline Maas e Jô). 
Mas como é inevitável, de vez em quando a data escapa e recebo muitos parabéns (mesmo eu respondendo dias depois). Então resolvi fazer uma postagem de agradecimento geral e já aviso, festa ainda vai demorar e não esperem me acharem nos próximos anos nesta data. ;)
Bem, passado mais de um mês, não tenho todas as mensagens, SMS e outros parabéns salvos (peguei o resumo do face) e algumas fotos dos presentes que recebi e vídeo. Então desculpe se alguém deu parabéns e não consegui achar no note.

Lista de parabéns que recebi no facebook

video
Vídeo da Anita e Froukje

Presente da Dani e da Aline

Mensagens que recebi depois, foram da Nyanko, da Mei-chan, do Haya e da Nani (que o Jô me entregou na cara dura) e Jonathan (que viu os parabéns em meu face) e sua esposa (esqueci o nome dela).

Engraçado que quando a mãe era viva, ela também vivia fugindo de parabéns. E eu adorava dá festa surpresa. Nada impede de fazerem festa surpresa para mim, uma semana depois.

Obrigado a todos (mesmo os que não mandaram nada, mas ficaram com vontade ou que sabem que não quero ser incomodado). 

P.S.: Se por acaso eu briguei com você, se você é um desafeto meu e não nos damos bem o ano inteiro, não é agora que vou ter coração mole. Então não me incomode, porque já apaguei declaração de feliz aniversário de gente que não me dou bem (e ainda não entendo porque a pessoa insiste) e já joguei presente e cartas de parabéns no lixo (já virou tradição, voltar de viagem e encontrar presente que vizinhos receberam... é o tempo de ler o remetente, ver que não é um amigo, abrir o cesto de lixo e jogar fora com tudo dentro). Quem me conhece, sabe que eu fiz, faço e vou continuar fazendo isso sempre. Pessoal pensando que podem me comprar com chocolate, presente e não sei mais o quê.